Expiração expirada para 1º de setembro devido a desafios do COVID-19

A Vodafone declarou uma suspensão da execução do venerável subdomínio Demon, estendendo a licença até setembro de 2020.

Depois de apagar os últimos vestígios da Internet do Demônio em 2019, a Vodafone ficou encarregada de lidar com o subdomínio Demon, que havia licenciado para a Namesco há três anos.

Sempre havia sido um acordo de curto prazo, e aqueles que queriam manter seus antigos endereços Demon eram transformados em clientes da Namesco e, no que dizia respeito à Vodafone, a Namesco migrava esses clientes para outro lugar ao longo do tempo.

Todas as coisas boas devem chegar ao fim e, no início deste mês, a Namesco começou a informar aos funcionários que o fim estava próximo. O período da licença estava expirando. O corte foi marcado para 29 de maio, dando às pessoas com o subdomínio Demônio em seu endereço uma escassa seis semanas, para informar todos os seus contatos.

A Namesco não diria muito para nós na época, além de apontar o dedo para a Vodafone. O último foi claro: os apostadores tiveram a opção de manter seu endereço, tornando-se um cliente da Namesco, mas isso era estritamente limitado por tempo.

Em um email para os clientes, Andy Hacker, consultor de retenção da Vodafone, escrevendo em nome do CEO da Vodafone UK, Nick Jeffrey, disse:

“Quando os clientes optaram por manter o serviço Demon na Namesco, eles se tornaram clientes da Namesco. A Namesco é responsável por gerenciar a migração para longe do serviço há algum tempo. No entanto, em resposta aos desafios apresentados pelo Covid-19, fornecemos uma extensão de licença de curto prazo para a Namesco até 1º de setembro de 2020. Se isso é algo em que você estaria interessado, posso fornecer seus dados e se você consentir Pedirei à Namesco que o contate para discutir isso.”

Ao voltar do limiar e estender a licença da Namesco até 1º de setembro de 2020, a Vodafone está entregando aos clientes alguns meses extras para lidar com todos os lugares onde seu endereço de e-mail pode ter chegado.

Não há indicação de que a generosidade da empresa se estenda além dessa data – temos uma sensação horrível de que o COVID-19 estará por aqui por um tempo ainda – no entanto, parece prudente ficar louco em fazer a mudança. Também ecoaríamos o conselho original da Namesco – selecionar o próprio domínio dessa vez pareceria prudente se alguém evitasse o golpe seguinte de um gigante de tecnologia ainda desconhecido.

Em comunicado conjunto enviado ao The Register, a Vodafone e a Namesco disseram:

“A Vodafone e a Namesco concordaram com uma pequena extensão do Contrato de Licença para o subdomínio Demon, a fim de fornecer aos clientes da Namesco mais tempo para gerenciar sua migração para um serviço alternativo durante esses tempos difíceis. A Namesco entrou em contato com todos os clientes sobre a migração atual e está lidando com cada indivíduo caso a caso, garantindo que todos obtenham o suporte de que precisam.”

 

Fonte: (https://www.theregister.co.uk/)

Você pode gostar também

More Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.