Governo da Indonésia proíbe acesso a RaidForums após vazamento de dados de quase toda a população

 

O governo indonésio ordenou que os provedores de Internet na Indonésia bloqueiem o acesso ao RaidForums, um fórum cibercriminoso popular, amplamente usado para compartilhar vazamentos de dados, na Internet superficial.

A decisão foi tomada por Dedy Permadi, responsável pelo Ministério da Comunicação e Tecnologia da Informação (KOMINFO) da Indonésia, nesta sexta-feira (21), depois que dados de quase toda a população da Indonésia foram anunciados à venda no site.

De acordo com um comunicado da KOMINFO, além de ordenar o bloqueio de acesso aos RadiForums, o ministro informou que os links contendo amostras dos dados, hospedados pelos serviços BayFiles, Anonfiles e Mega (Megaupload), foram derrubados pelas autoridades locais.

“O RaidForums foi identificado como um fórum que espalha muito conteúdo que viola a lei indonésia, de modo que o site, incluindo uma conta chamada‘ kotz ’, está em processo de bloqueio. Links para baixar dados pessoais, ou seja, links de dados em bayfiles.com, mega.nz e anonfiles.com foram todos bloqueados ”, escreve Permadi.

Vazamento de quase toda a população

No dia 12 de maio deste ano, foi publicado no RaidForums, um anúncio de venda de uma base de dados, que garante conter dados pessoais, tais como nome, números de documentos, moradas, informação salarial e outros dados de mais de 279 milhões de residentes indonésios .

As imagens do anúncio foram postadas por um perfil de notícias no Twitter, Nuice Media. As fotos revelam um usuário, identificado como um kotz, vendendo informações de mais de 279 milhões de indonésios (20 milhões dos quais são identificados por foto). Dos 279 milhões, uma amostra de 1 milhão foi oferecida gratuitamente como prova.

User identified as kotz claims to have data for almost the entire Indonesian population, including dead. In 2017, Indonesia had about 270 million inhabitants according to local surveys. Photo: Nuice Media.
O usuário identificado como kotz afirma ter dados sobre quase toda a população da Indonésia, incluindo os mortos. Em 2017, a Indonésia tinha cerca de 270 milhões de habitantes de acordo com pesquisas locais. Foto: Nuice Media.

A amostra foi hospedada nos sites BayFiles, Anonfiles e Mega (Megaupload), que segundo o ministro Permadi, foram todos derrubados pelas autoridades locais.

Fonte dos dados

O ministério informa que analisou a amostra do vazamento e acredita na possibilidade de os dados terem sido roubados da BPJS Kesehatan, equivalente a uma Agência de Saúde e Previdência Social, já que o número do cartão BPJS é um dos dados presentes no O vazamento.

“A partir dos resultados de uma investigação de cerca de 1 milhão de dados, pode-se concluir que a KOMINFO precisa realizar uma investigação mais aprofundada em conjunto com a BPJS Kesehatan […] As investigações realizadas pela equipe interna da BPJS serão sempre coordenadas com Ministério da Comunicação e Informação ”, conclui o ministro.


Fontes: KrASIAKOMINFONuice MediaTheHack.

Você pode gostar também

More Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.