FireEye é vendida por US $ 1,2 bilhão ao grupo de investimentos que controla a McAfee

 

A fireeye, fornecedora de produtos de segurança da informação, com sede em Milpitas, Califórnia (EUA), foi vendida ao consórcio americano de investimentos Symphony Technology Group (STG) por US $ 1,2 bilhão, informou a empresa, nesta quarta-feira (02/06), em um comunicado de imprensa.

De acordo com a FireEye, seus produtos e seu nome agora fazem parte do portfólio do grupo STG, que também é responsável pela fabricante de soluções de segurança McAfee e pela RSA, pioneira em sistemas de criptografia. A Mandiant, que fazia parte da FireEye desde 2014, é mais uma vez uma empresa independente.

Os negócios da FireEye Products e Mandiant Solutions continuarão operando como uma única entidade até o fechamento da transação, permitindo que a administração e a STG façam a transição com sucesso da FireEye para uma entidade independente dentro do portfólio da STG”, escreve a empresa.

FireEye vai a público e Mandiant está estudando para ir a público

O Hack contatou uma fonte familiarizada com o caso, que revelou que mesmo pertencendo ao mesmo grupo, a FireEye e a Mandiant sempre foram empresas independentes e já estavam considerando se separar.

Com a venda da FireEye para a STG, a empresa não opera mais como uma empresa de capital aberto (não oferecerá mais ações na bolsa de valores) e a Mandiant continuará como uma empresa independente, incluindo abrir o capital e negociar ações na bolsa de valores , informa a fonte.

As empresas garantem que o processo de adaptação e separação pós-compra não interferirá no relacionamento com os clientes. A única diferença é que a partir do próximo ano, se uma empresa for cliente dos produtos FireEye e soluções Mandiant, essa empresa terá dois representantes distintos.

Os clientes no Brasil já estão sendo avisados e reafirmados que o serviço não mudará até o final do processo de compra, no final do ano, informa a fonte.

FireEye Headquarters in Milpitas, California. Photo: Hapabapa via iStock.
Sede da FireEye em Milpitas, Califórnia. Foto: Hapabapa via iStock.

Futuro das empresas

Kevin Mandia, CEO da FireEye, explica que com a separação, as duas empresas poderão se concentrar em atender melhor seus clientes, pois embora sejam empresas de segurança, têm frentes de atuação diferentes. “Acreditamos que essa separação permitirá que ambas as empresas atendam melhor seus clientes”, disse ele.

William Chisholm, sócio-diretor da STG, revela que o grupo está entusiasmado com a compra, principalmente por poder agregar sua experiência e conhecimento no setor de segurança da informação para explorar oportunidades ainda não exploradas pela FireEye. “Acreditamos que haja uma grande oportunidade inexplorada para o negócio que estamos entusiasmados em concretizar ao alavancar nossa experiência significativa na indústria de software de segurança e nossa expertise líder da indústria”, diz ele.

A FireEye é uma das pioneiras no mercado de detecção avançada de ameaças, com a introdução do Multi-Vector Execution (MVX) para segurança de rede. Atualmente, investe em inteligência artificial e aprendizado de máquina para automação e otimização de processos de detecção e prevenção de ameaças cibernéticas.

A Mandiant se destaca por suas soluções de inteligência de ameaças e expertise em operação de linha de frente, atendendo a empresas, governos, agências reguladoras e representantes legais. Em 2013, era conhecido por identificar as primeiras Ameaças Persistentes Avançadas (APT), que são grupos financiados por Estados-nação, que neste caso foram financiados pelo governo chinês.

Os processos de compra, venda e separação são acompanhados pelo banco Goldman Sachs e pelo escritório de advocacia Wilson Sonsini Goodrich & Rosati, além de outros consultores.

 

Você pode gostar também

More Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.