Criptomoeda sobe 1.000% e ‘pode explodir o Bitcoin’ no mercado, diz autor da Forbes

Binance, Google e Samsung apoiam altcoin que está ligada a serviço de streaming de vídeos criados com a tecnologia blockchain

Criptomoeda sobe 1.000% e ‘pode explodir o Bitcoin’ no mercado, diz autor da Forbes

O Theta (THETA) subiu mais de 1.000% nos últimos três meses e “pode explodir o Bitcoin”, segundo especialista em criptomoedas e blockchain da Forbes.

Com parcerias que envolvem a Binance, Samsung e Google, a altcoin ganhou uma enorme representatividade dentro e fora do mercado de criptomoedas recentemente.

Por trás dessa criptomoeda existe um importante projeto de serviço de streaming descentralizado de vídeos baseado em blockchain, o aplicativo Theta.Tv.

Esse aplicativo estará disponível em todos os smartphones da Samsung em breve, sendo essa uma das parcerias que pode ter impulsionado o preço do Theta no mercado desde março de 2020.

Theta subiu 1.000% desde queda de Bitcoin de 50%

O mercado de criptomoedas foi surpreendido no dia 12 de março de 2020 quando o preço do Bitcoin caiu vertiginosamente, registrando uma perda 50% em poucas horas.

Naquele dia a Theta estava sendo cotada em US$ 0,0042514 após o crash do Bitcoin de 50%. Por outro lado, atualmente a altcoin vale US$ 0,408353 no mercado, segundo dados do CoinMarketCap.

Desde então, o Bitcoin conseguiu recuperar o prejuízo de 12 de março ao acumular 120% de valorização nos últimos três meses. No entanto, neste mesmo período a altcoin Theta subiu 1.000%, acumulando um aumento oito vezes maior que a valorização do Bitcoin.

O crescimento do Theta Labs está atrelado a importantes parcerias da empresa que envolvem, por exemplo, o gigante da internet Google. O motor de busca foi anunciado como parceiro da atualização que a altcoin vivenciará, o Theta Mainet 2.0.

Conforme noticiou o Cointelegraph, o Google foi confirmado como sendo um dos parceiros que apoiam a atualização da criptomoeda. Além disso, o motor de busca é anunciado como um validador corporativo para a rede da criptomoeda.

A parceria entre a Theta Labs e o Google Cloud permitirá que o motor de busca validar transações envolvendo a altcoin. Mitchu Liu, CEO e co-fundador da empresa, comenta em entrevista na Forbes sobre o sucesso dessa parceria.

Binance e Samsung impulsiona altcoin

A Binance e a Samsung podem também ter influenciado no preço da Theta no mercado de criptomoedas. Além do Google, outras parcerias foram anunciadas pela altcoin, que somente nos últimos sete dias subiu mais de 120%.

A Samsung terá o aplicativo Theta.Tv pré-instalado em smartphones fabricados pela empresa sul-coreana. A parceria fará com que o aplicativo esteja disponível em 75 milhões de aparelhos da versão Galaxy, de acordo com Liu.

“Nossa abordagem inovadora ao streaming é perfeita para a base mundial de usuários da Samsung. É um grande passo em direção ao nosso objetivo de tornar a Theta uma infraestrutura global para conteúdo de vídeo e entrega de dados.”

A Binance também voltou suas atenções para a Theta, que cresceu 1.000$ desde o início de março de 2020. A maior exchange do mundo lançou nesta última terça-feira (26) Contratos Futuros referente a altcoin.

Com a abertura das negociações, a plataforma negociou em menos de 24 horas mais de 375 milhões de unidades (THETA) que equivalem a cerca de US$ 153.132.375,00.

Enquanto isso, o preço da Theta despenca no mercado nesta quarta-feira (27) com uma desvalorização que já ultrapassa 10%, após o lançamento de Contratos Futuros na Binance.

Embora a altcoin demonstre um brilhante desempenho nos últimos meses, ao acumular 1.000% em tão pouco tempo, uma correção também pode derrubar a cotação da criptomoeda na mesma intensidade.

 

Fonte: (https://cointelegraph.com.br/)

Você pode gostar também

More Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.